Segurança pública

Governo do Tocantins inicia implantação do novo sistema de dados

Publicado

em

O Governo do Tocantins, por meio do Instituto de Identificação, recebeu o contêiner que irá abrigar o data center da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/TO). Já em fase final de implementação, o data center de padrão Tier III é projetado para abrigar todos os dados essenciais para o sistema da SSP/TO. Nele, será instalado o banco de dados do Sistema Automatizado de Identificação Biométrica (Abis), que promete dar mais qualidade aos serviços prestados pela Segurança Pública, por meio dos Institutos de Identificação.

 

Uma das fases deste projeto é a digitalização de fichas de identificação civil e criminal de todo o Estado. Até o momento, 2,3 milhões desses documentos já foram digitalizados e serão armazenados no data center, facilitando o acesso e a consulta de dados de forma mais ágil e segura.

 

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública do Tocantins, Wlademir Mota Oliveira, a digitalização e a armazenagem desses documentos se torna de extrema importância, pois o Instituto de Identificação gerencia um banco de dados que contém imagens da face, impressões digitais e assinaturas de todas as pessoas que solicitaram carteira de identidade, bem como fragmentos de impressões digitais provindas de locais de crimes e um acervo contendo as informações sobre  suspeitos de praticar atos ilícitos no Tocantins.

 

“O novo data center será o único da Região Norte com certificação Tier III, um reconhecimento de seu alto padrão de segurança e eficiência operacional. O banco de dados destaca a infraestrutura tecnológica do Tocantins, mas também coloca o Estado como uma referência, sendo o primeiro a implementar um banco desse porte na Região Norte. Esse avanço tecnológico promete transformar a Segurança Pública, proporcionando uma infraestrutura robusta e confiável para abrigar os dados. Por isso, agradecemos ao governador Wanderlei Barbosa, à Bancada Federal do Tocantins, em nome da senadora Dorinha, e ao Ministério da Justiça pelos recursos que vão fazer acontecer esse grande avanço”, afirma o secretário.

READ  Líder diz que Legislativo goiano foi o 1º a regulamentar sistema de proteção veicular

 

A diretora do Instituto de Identificação, Elaine Monteiro Tonon, explica que haverá um treinamento intensivo com os servidores que irão operar o novo data center. “Este treinamento é crucial para garantir que os profissionais estejam preparados para lidar com a complexidade e as especificações técnicas do sistema. O data center irá integrar tanto os sistemas de segurança civil quanto criminal, assegurando uma gestão mais eficiente das informações”, destaca.

 

A previsão é que o novo sistema passe a funcionar ainda neste semestre.

 

Funções

 

Dentre as funções do sistema estão fortalecer o processo de identificação civil, resultando em um melhor atendimento à população, com agilidade e segurança na emissão da carteira de identidade; potencializar a capacidade investigativa e o índice de resolução de crimes; e possibilitar a integração e a verificação de indivíduos, por meio de comparações biométricas com as diversas bases já existentes nos estados, bem como na Polícia Federal. 

 

Além disso, possibilitará a ampliação dos registros no banco de dados, abrangendo os cadastros dos visitantes do sistema carcerário e dos servidores com carteiras funcionais a serem emitidas pela SSP/TO; a ampliação do acesso e da utilização do banco de dados pelos agentes da Secretaria; o maior controle e segurança nos locais de acesso restrito; a obtenção de imagens para inclusão nos laudos e captura de imagens de vestígios para fins de pesquisa forense; o fornecimento de serviço de conferência multibiométrica mais seguro.

READ  Alego analisa projeto do Governo que visa contratar crédito de R$ 2,8 bilhões junto ao Banco Mundial para reequilibrar contas públicas

 

No Tocantins, o Instituto de Identificação é responsável por emitir o documento de identidade, armazenar informações e gerenciar estatísticas criminais (inquéritos policiais e ações penais), prisionais, funcionais, bem como realizar perícias papiloscópicas, necropapiloscópicas, prosopográficas, retratos falados e projeções de imagens. Com o data center em pleno funcionamento, a Segurança Pública do Tocantins contará com um suporte tecnológico de ponta. 

 

Recursos

 

O valor do investimento na contratação do sistema é de R$ 15.832.290,00. Os recursos são oriundos de convênio via Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça.

 

No mês de abril do ano passado, o governador Wanderlei Barbosa esteve em audiência com o então ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para tratar da efetivação de repasses vinculados ao Ministério, visando ao fortalecimento das instituições de Segurança Pública e contemplando o Tocantins com emenda no valor de R$ 20 milhões.

 

A Bancada Federal do Tocantins também deu importante contribuição para a alocação do recurso. A coordenadora da Bancada, senadora Professora Dorinha, e o secretário de Representação em Brasília, Carlos Manzini, juntamente com o secretário Wlademir e a diretora do Instituto de Identificação Elaine Monteiro Tonon, também participaram da reunião que visava a liberação do recurso.

 

 Foto: Jodacy Filho/Governo do Tocantins

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA