Imunização

Saúde orienta sobre vacinação contra gripe e covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás reforça o alerta para o aumento dos casos de síndrome respiratória aguda grave (Srag) e para a importância da vacinação contra doenças como a gripe (influenza) e covid-19.

 

Com a chegada do clima frio e seco, observa-se o aumento dos casos de doenças respiratórias, principalmente em crianças e adultos. Até o momento, já são registrados 2.993 casos de Srag em Goiás, sendo 489 por covid-19 e 257 por influenza. Ambas com vacinas gratuitas disponíveis nas unidades de saúde pública.

 

Atualmente a cobertura para a vacina influenza entre os grupos prioritários em Goiás é de 28,33% e de 34,24% no Brasil, mas o preconizado pelo Ministério da Saúde é uma cobertura acima de 90%.

 

BAIXA PROCURA

 

Outro imunizante disponível e que tem baixa procura é contra a covid-19. A cobertura vacinal para a bivalente hoje em Goiás é de apenas 15,63%, no Brasil é de 21,48%.

 

A vacina para a covid-19 atualmente está incluída no Calendário Nacional de Vacinação (para crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias) e é também indicada para grupos prioritários e pessoas que não tomaram nenhuma dose ou não completaram o esquema vacinal.

READ  Norma da Receita Federal agiliza importação de vacinas contra covid-19

 

O estado recebeu 952 mil doses da vacina contra Influenza, que já foram distribuídas aos municípios goianos, que estão abastecidos e preparados para imunizar a população nas mais de 900 salas de vacinação de Goiás.

 

Sobre a vacina contra a covid-19, além das que já estavam distribuídas, o estado recebeu em maio cerca de 86.400 mil doses da vacina monovalente XBB contra a covid-19. As doses são do laboratório Moderna e já foram entregues a todas as regionais de saúde.

 

A Campanha de Vacinação contra a gripe começou em Goiás no dia 22 de março, inicialmente para grupos prioritários. Desde o dia 02 de maio a imunização contra Influenza está disponível para toda a população acima de seis meses de idade.

 

Ao liberar a vacina para toda a população, o MS explicou que, apesar da alta vulnerabilidade dos grupos iniciais definidos como público-alvo da vacinação, a ampliação se justifica pelo benefício que a vacinação proporciona para toda a população não contemplada nos grupos prioritários.

 

A imunização também contribui para a redução dos atendimentos ambulatoriais e internações durante o período de outono e inverno, período em que a transmissão respiratórias são mais frequentes porque as pessoas passam mais tempo em ambientes fechados.

READ  Governo de Goiás convoca população a atualizar vacinas

 

SALAS DE VACINAÇÃO

 

A população pode procurar em seus municípios, uma das mais de 900 salas de vacinação para se imunizar e, assim, diminuir a possibilidade de agravamento, internação e óbitos, principalmente durante o período do outono e inverno, quando doenças de transmissão respiratórias são mais frequentes uma vez que as pessoas passam mais tempo em ambientes fechados.

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA