Turismo

Observação de aves é a nova aposta do turismo de Goiás

Publicado

em

A Goiás Turismo vai expor, de forma inédita, os destinos do estado que são apostas dentro da nova tendência do turismo mundial: a prática da observação de aves. A agência terá um estande exclusivo no Avistar 2024 – Encontro Brasileiro de Observação de Aves, que segue até domingo (19), em São Paulo.

 

O evento reúne pesquisadores, praticantes, empresários e gestores do turismo para debater o tema durante fóruns com especialistas, palestras, oficinas, além de lançamentos de livros. No Brasil, são mais de 50 destinos de ecoturismo que promovem a observação de pássaros.

 

A atividade de observar aves, também chamada de “passarinhar” ou birdwatching, em inglês, tem sido realizada em Goiás, principalmente no Parque Estadual de Terra Ronca e nas regiões da Chapada dos Veadeiros, Chapada das Emas, Vale do Araguaia e Entorno do Distrito Federal.

 

Muitos dos praticantes vêm até de outros países para observar e registrar em fotos as espécies raras encontradas no Cerrado, como o Tiriba-do-Paranã, que pode ser visto em Guarani de Goiás, no nordeste goiano. Segundo o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, a observação de aves é uma atividade de lazer que também contribui para a conservação dos ambientes naturais e para a educação ambiental e científica.

READ  Faturamento do turismo brasileiro cresce 32% em julho

 

“Muitos turistas procuram destinos onde possam fazer o birdwatching por diversos motivos, seja para estar em contato com a natureza, descobrir algo raro ou encontrar belezas que não se vêem em nenhum outro lugar do planeta. E Goiás, com toda a sua riqueza natural, é um ótimo lugar para passarinhar”, acrescentou.

 

Observação de Aves

 

Segundo o Ministério do Turismo, a observação de aves é uma modalidade que se desenvolve rapidamente no mercado turístico nacional, impulsionada pelo crescente interesse no segmento de ecoturismo.

 

O Brasil é um dos países com maior biodiversidade do mundo e, por esse motivo, tem potencial para crescer ainda mais neste nicho de mercado. A estimativa é que, atualmente, o número de observadores de aves no país varie entre 40 mil e 300 mil.

 

Estudiosos e amantes da prática afirmam que o interesse dos visitantes em estar perto da natureza para flagrar e acompanhar espécies diferentes se tornou um hobby com capacidade de gerar empregos, fomentar a economia do turismo sustentável e conservar a fauna e flora locais.

READ  Desenvolvimento regional do turismo vai ser debatido nesta quinta-feira, 8, na Assembleia Legislativa de Goiás

 

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA