Nacional

Novo PAC: Seleções do Governo Federal tem adesão de 96% dos municípios

Publicado

em

Com mais de 35 mil propostas recebidas, Governo considera que o resultado fortalece a retomada do pacto federativo

O Governo Federal finalizou o período de inscrições do Novo PAC Seleções e recebeu 35.213 propostas, realizadas pelos 27 estados brasileiros e por 5.344 municípios, ou seja, 100% dos estados e 96% dos municípios atenderam ao chamado. As inscrições foram realizadas pela plataforma TransfereGov entre 9 de outubro e 12 de novembro.

Os números finais revelam que as prioridades são para a construção de unidades básicas de saúde (5.610), aquisição de veículos para o transporte escolar (4.803) e espaços esportivos comunitários (4.080). Unidades odontológicas móveis (3.338), creches (3.145), escolas de tempo integral (2.641), centros de atenção psicossocial (1.383), esgotamento sanitário (1.266) e abastecimento de água (1.243) também estão entre os projetos mais cadastrados.

Os ministros da Casa Civil, Rui Costa, e das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, comemoram o resultado, destacando que o processo foi uma ótima oportunidade para cidades e estados apresentarem as principais necessidades e prioridades para a população.

“Esse é o primeiro processo de seleção de obras que estamos fazendo e isso estimula os estados e municípios a retomar o planejamento e a fazer projetos, a definir o que é estratégico para suas cidades. Com isso, o Governo Federal leva benefícios diretamente para as pessoas. O pacto federativo voltou para reconstruir o Brasil”, completou o ministro Rui Costa.

READ  Governo do Tocantins autoriza funcionamento do curso de Medicina da Unirg em Paraíso do Tocantins

Para o ministro Alexandre Padilha, quem ganha é o povo brasileiro. “São investimentos para a saúde, educação, mobilidade urbana, infraestrutura das cidades, cultura. É o Novo PAC chegando mais perto do nosso povo. Um sucesso”, afirmou.

A partir das propostas recebidas, os ministérios irão avaliar as inscrições e verificar se todas as condições dos editais foram atendidas. Os gestores enviaram propostas de obras para 27 eixos, pertencentes aos Ministérios da Educação, da Saúde, das Cidades, da Cultura, dos Esportes e da Justiça e Segurança Pública.

Estão reservados R$ 136 bilhões para as obras. Na primeira etapa de seleção, serão R$ 65,4 bilhões e, na segunda, R$ 70,6 bilhões.

Comentários do Facebook
Propaganda

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA