PORANGATU

Novas praças de pedágio passam a operar nesta segunda-feira (03) em Goiás e no Tocantins

Publicado

em

Ao todo, serão nove praças operadas pela Ecovias do Araguaia.

As sete novas praças de pedágio nas rodovias BR-153, 080 e 414 em Goiás começam a operar nesta segunda-feira, 03 de outubro. A autorização foi dada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (23/9). A Concessionária Ecovias do Araguaia, que administra 851 quilómetros das rodovias entre Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO), será a responsável pela operação. Ao todo, serão nove praças operadas pela Ecovias do Araguaia, localizadas nos seguintes municípios: BR-153: Aliança do Tocantins (TO), Alvorada (TO), Porangatu (GO), Estrela do Norte (GO), Campinorte (GO), Hidrolina (GO) e Jaraguá (GO); BR-080: Santa Rita do Novo Destino (GO); BR-414: Corumbá de Goiás (GO). Os valores dos pedágios variam entre R$ 8,30 e R$ 14,20 (tabela completa abaixo) e foram calculados pela ANTT, considerando o percentual positivo de 22,54% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Veja:

A autorização para cobrança das tarifas ocorre após a conclusão dos trabalhos iniciais por parte da Ecovias do Araguaia. Entre os requisitos cumpridos, estão a conclusão das obras das praças de pedágio, a estruturação do Programa de Redução de Acidentes (PRA) – que reúne profissionais de diversas áreas da empresa para discutir medidas de segurança viária -, e o envio do relatório de cadastro de passivos ambientais no início deste ano.

READ  Em Porangatu, Caiado conhece Estação Experimental da Emater

Formas de pagamento

Nas cabines manuais das praças, será possível efetuar o pagamento das tarifas em dinheiro ou com cartão de débito e crédito, além da possibilidade de pagamento por aproximação. A modalidade Visa Vale Pedágio também será aceita. Já nas vias automáticas, o motorista poderá optar entre as operadoras Sem Parar, ConectCar, Move Mais, Veloe e Greenpass. 

Descontos para motoristas

Para os usuários que costumam sempre percorrer os trechos das rodovias BR-153, 080 e 414, a concessionária oferece o Desconto de Usuário Frequente (DUF). O DUF possibilita descontos a partir da segunda passagem pela mesma praça e mesmo sentido de direção realizadas dentro do mês. 

Os valores terão redução progressiva até a 30ª passagem, no mesmo mês, por sentido de cada praça. O desconto máximo ao usuário frequente pode chegar a 99,7%, dependendo da praça e quantidade de vezes que o motorista passar. O desconto não é acumulativo. Também não será necessário cadastro prévio. Basta apenas que o motorista seja usuário do pedágio automático. No mês subsequente, as tarifas voltam aos valores iniciais e o ciclo de descontos pode ser retomado. Além disso, será oferecido desconto de 5% nas passagens pelas pistas automáticas – para veículos que tenham a TAG instalada e regularizada -, seja veículo de passeio ou comercial.

READ  Rubiataba e Porangatu podem exportar melancia e abóbora

 

As categorias de veículos contempladas com o DUF serão:

Categoria 1 (veículos leves tipo automóvel, caminhonete e furgão);

Categoria 3 (veículos leves tipo automóvel e caminhonete com semirreboque);

Categoria 5 (veículos leves tipo automóvel e caminhonete com reboque);

Categoria 11 (motocicletas, motonetas e bicicletas moto).

Operação assistida

Com o intuito de promover orientações e tirar dúvidas dos usuários, a Ecovias do Araguaia realiza a partir desta sexta-feira (23) a Operação Assistida nas praças de pedágio das vias concedidas. Viajantes que trafegarem pelos locais deverão passar pelas cabines das praças, sem a necessidade de pagamento. Nelas, receberão material informativo, com a tabela de tarifas a serem praticadas no trecho, além de informações sobre os serviços de atendimento aos usuários prestados pela concessionária.

Por:  Deivianne Jhaspen

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA