Ciência

Micro-ondas na culinária: mitos e realidades

Publicado

em

 

Por décadas, o micro-ondas tem sido tanto elogiado como criticado na cozinha doméstica, provocando debates acalorados. Enquanto alguns o veem como um salvador para os inexperientes na cozinha, outros o denunciam como o responsável pela degradação da arte culinária.

Mas há outro debate além das disputas culinárias: o micro-ondas pode fazer mal?

Perda de Nutrientes

Estudos mostram que o micro-ondas pode levar à perda de nutrientes, especialmente em vegetais, mas os resultados variam dependendo do alimento e do método de cozimento.

O cozimento a vapor e no micro-ondas pode realmente aumentar o conteúdo de flavonoides em alguns vegetais, mas o excesso de água pode causar uma queda nos nutrientes.

Aquecimento de Plástico

Aquecer alimentos em recipientes de plástico no micro-ondas levanta preocupações sobre a liberação de substâncias químicas, como ftalatos e BPA, que podem afetar os hormônios e a saúde.

Evitar o uso de plástico no micro-ondas é recomendado, mas se for usado, é importante escolher recipientes adequados e não danificados.

Riscos à Saúde

Aquecer alimentos no micro-ondas pode apresentar riscos, como aquecimento desigual e altas temperaturas, que podem levar à formação de substâncias prejudiciais, como acrilamida.

No entanto, a radiação do micro-ondas é considerada segura, pois não é ionizante e não apresenta riscos significativos à saúde.

“Essas micro-ondas fazem parte das ondas eletromagnéticas às quais somos expostos diariamente. Quando você assa pão, é exposto a ondas eletromagnéticas e energia infravermelha dos elementos de aquecimento do forno. Até as pessoas trocam ondas radioativas entre si”, explica Juming Tang, professor de engenharia de alimentos na Universidade Estadual de Washington.

Com informações da BBC News

Comentários do Facebook
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA