Internacional

MAPA NO MUNDO Brasil e Indonésia firmam cooperação técnica para produção de vacinas contra febre aftosa

Publicado

em

O acordo serve como diretriz de implementação para certificar o fornecimento de matérias-primas e materiais intermediários para a produção de vacinas

 

Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e o Ministério da Agricultura e Pecuária da Indonésia, por intermédio da Diretoria Geral de Pecuária e Saúde Animal (DGLAH), celebraram acordo técnico para o desenvolvimento de vacinas contra a febre aftosa.

A assinatura aconteceu após a reunião do ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, com o ministro da Agricultura da República da Indonésia, Andi Amran Sulaiman, na tarde desta segunda-feira (30), em Jacarta.

Fávaro destacou que a cooperação vai permitir que a Indonésia tenha acesso às tecnologias criadas pelo Brasil para o desenvolvimento de vacinas para a febre aftosa. “O Brasil vai ser colaborativo, tenho certeza que será uma ampla oportunidade para os dois países, já que nós temos parque fabril disponível para produzir essa vacina e também compartilhar com a Indonésia”, disse.

O acordo firmado serve como diretriz de implementação para certificar o fornecimento de matérias-primas e materiais intermediários para a produção de vacinas contra a doença; gerenciar e certificar a transferência e a validação da tecnologia empregada no desenvolvimento de isolados locais para a produção das vacinas e kits de diagnóstico na Indonésia e aumentar a capacidade de produção e teste de vacinas locais.

READ  DF é o primeiro no ranking de vacinação contra a Covid-19 no Brasil

Além disso, visa estabelecer meios para apoio técnico-científico para o controle e erradicação da febre aftosa com base na experiência do Brasil. No país, o último foco da doença ocorreu em 2006 e todo o território do país é reconhecido internacionalmente como livre da febre aftosa (zonas com e sem vacinação) desde 2018.

Durante o encontro foi estabelecida a criação de grupo técnico entre os países para tratar dos assuntos de interesse do setor agrícola, especialmente na cooperação científica. E também foram abordadas as possibilidades de ampliação do comércio de produtos agropecuários brasileiros.

Comentários do Facebook
Propaganda

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA