Ação Social

Em bate-papo, Gracinha Caiado destaca papel das ações sociais do Estado na emancipação das mulheres

Publicado

em

Promovido pela FacUnicamps, evento Mulher À Frente! Liderança, Determinação e Impacto Social reúne profissionais de referência em diversas áreas para debater protagonismo feminino

O impacto positivo das mulheres na sociedade e as políticas públicas desenvolvidas pelo Estado com foco na emancipação delas foram destacados pela coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, durante o bate-papo “Mulher À Frente! Liderança, Determinação e Impacto Social”, na noite desta terça-feira (19/03). Promovido pela FacUnicamps, o evento reuniu profissionais de referência em diversas áreas para debater o protagonismo feminino nos mais variados cenários.

Ao ser convidada ao palco, a primeira-dama foi apresentada como a pessoa por trás do sucesso do Goiás Social, “pilar da atual gestão e reconhecido como a maior política socioassistencial da história do Estado”. Gracinha lembrou que o trabalho começou cinco anos atrás, quando se perguntava qual seria a função de uma primeira-dama. “Naquele momento, decidi que iria trabalhar para ajudar quem precisa. Um estado rico como Goiás não pode estar bem se tem uma região riquíssima e outra carente. Temos de cuidar de todos”, frisou.

“O que o povo espera de um governante é oportunidade, ferramentas para que possa romper o ciclo da pobreza. Só vale a pena se conseguirmos fazer mudanças, de fato, na vida das pessoas”, disse Gracinha. Neste contexto, a coordenadora do Goiás Social trouxe alguns números que comprovam a força do Goiás Social e a transformação que tem feito na vida das goianas. “A bolsa do ProBem, 81% dos beneficiários são mulheres. No Crédito Social, chegou a 92%, e elas mudam a renda da família”, exemplificou.

READ  Caiado manifesta pesar pela morte do diretor de Operações do Detran, Osmar Pereira de Barros Filho

A primeira-dama frisou que todas as ações e programas sociais são trabalhados com foco, prazo estabelecido e pensados para que os beneficiários possam ter a sua independência financeira – seja por meio de ações de incentivo à profissionalização, capacitação e educação em geral, como também ao emprego. “Sempre digo que o trabalho é o melhor programa social que podemos oferecer.”

Violência doméstica
Outro tema prioritário da atual gestão, a defesa da autonomia feminina por meio do combate à violência contra a mulher foi abordado por Gracinha. “Temos que trabalhar todos juntos contra este cenário”, clamou. No âmbito do poder público, o Goiás Social desenvolve diversos programas que dão suporte às vítimas, como o Mães de Goiás, o Goiás Por Elas e o Aluguel Social.

A primeira-dama destacou o trabalho das forças de segurança, acompanhando medidas protetivas, e identificando os casos de violência doméstica. Ainda, a abertura de novas delegacias especializadas pelo estado e a criação da Sala Lilás, que oferece ambiente acolhedor às vítimas. Incentivou que elas procurem ajuda do Governo de Goiás. “Nossa missão é dizer: denuncie. Nós vamos fazer de tudo para que você seja protegida, arrume um emprego e possa trabalhar. Porque é isso que a mulher quer, independência, autonomia. Viver em paz com sua família.”

Gracinha Caiado participa de bate-papo com mulheres: “Um estado rico como Goiás não pode estar bem se tem uma região riquíssima e outra carente”

Gracinha Caiado participa de bate-papo com mulheres: “Um estado rico como Goiás não pode estar bem se tem uma região riquíssima e outra carente”

Gracinha explicou sobre o aplicativo Mulher Segura, que permite à cidadã goiana acesso direto aos serviços do Estado para comunicar casos de violência, acionar a Polícia Militar em situações de emergência e ter à mão a localização dos batalhões e das delegacias próximas. Lançado no ano passado, já registrou 11,1 mil downloads.

READ  "Bandido não dita ordem no meu Estado", afirma Caiado após forças de segurança conterem princípio de motim em penitenciária

Gracinha dividiu palco com outras nove mulheres, empresárias, profissionais da área da saúde e da comunicação, além da desembargadora Juliana Prudente. Entre os temas debatidos, chamaram atenção: liderança, o papel feminino no mundo corporativo e as múltiplas funções da mulher. A reitora da FacUnicamps, Patrícia Mendonça, afirmou que o bate-papo “é um evento para inspirar, compartilhar experiências e ajudar mulheres”. Cerca de mil pessoas assistiram ao painel.

Fotos: Adalberto Ruchelle e Junior Guimarães / Secretaria de Estado da Comunicação – Governo de Goiás

 

Comentários do Facebook
Propaganda

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA