Geral

Secom formaliza parceria com Finlândia e Dinamarca para apoiar desenvolvimento da Estratégia Brasileira de Educação Midiática

Publicado

em

À esquerda, embaixadora da União Europeia (UE) no Brasil, Marian Schuegraf, ministro Paulo Pimenta (Secom), embaixadora da Dinamarca no Brasil, Eva Pederson, e o chefe-adjunto da Embaixada da Finlândia no Brasil, Ahti Tapio Torronen. Foto: Lucas Leffa / Secom / PR
Programa TAIEX terá missão técnica do governo brasileiro para iniciar a cooperação

Brasil inicia no próximo mês programa de cooperação com Finlândia e Dinamarca focado na promoção do intercâmbio de experiências e boas práticas entre especialistas governamentais no tema de “Educação Midiática: integridade da informação e democracia”, área de interesse comum dos países. A iniciativa será realizada por meio do TAIEX (Technical Assistance and Information Exchange), programa da União Europeia. É a primeira vez que o governo brasileiro acessa tal mecanismo, ferramenta importante diante da centralidade do tema na promoção da democracia.

Finlândia e Dinamarca são referências mundiais em educação midiática e trabalharão conosco na troca de experiências sobre políticas públicas. É uma temática urgente na promoção na defesa da nossa democracia” Paulo Pimenta, ministro da Secom

Em reunião para a formalização da parceria, na sexta-feira (23/2), o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta, destacou a importância fundamental da parceria estratégica no tema: “Finlândia e Dinamarca são referências mundiais em educação midiática e trabalharão conosco na troca de experiências sobre políticas públicas. É uma temática urgente na promoção na defesa da nossa democracia”. Pimenta também recordou que dois terços das postagens atacando a credibilidade do sistema eleitoral brasileiro vieram de fora do país, o que só reforça a necessidade de atuação conjunta na educação midiática e no enfrentamento à desinformação.

READ  ‘Estudamos e definimos políticas públicas para atuar de forma cirúrgica’

Já a embaixadora da União Europeia (UE) no Brasil, Marian Schuegraf, afirmou estar muito animada com a parceria. “Construir uma política de educação midiática é um projeto necessário e ambicioso diante da grandeza do Brasil e estamos felizes de somar nesse processo”, disse. Ela destacou ainda que o avanço da Inteligência Artificial (IA) amplia a necessidade da educação midiática para promoção e defesa da democracia, uma vez que estudos mostram que a IA é mais benéfica para autocracias que para as democracias.

Finlândia e Dinamarca foram escolhidos por serem referência na área de educação midiática – a Finlândia é o exemplo mais elogiado internacionalmente em políticas neste segmento, para o qual tem atuação dedicada desde 1970. O país também figura, por cinco anos consecutivos, no primeiro lugar do Media Literacy Index, enquanto a Dinamarca é um dos países mais avançados em uso de ferramentas digitais por governos, estando também em terceiro lugar nesse mesmo ranking.

MISSÃO BRASILEIRA – A primeira etapa da cooperação consiste em uma missão de uma delegação brasileira aos dois países, com objetivo de compreender e mapear boas práticas no desenvolvimento de políticas públicas na temática de educação midiática na promoção da integridade da informação. A delegação será composta por representantes da Secom-PR, da EBC e do MEC. Todos os custos associados à participação na missão serão cobertos pela União Europeia.

READ  Programa Ideiaz vai apoiar 450 projetos de negócios em fase inicial

A missão é o primeiro passo para uma cooperação internacional mais ampla na temática com os dois países, e vai contribuir na meta de formação de 300 mil profissionais da educação em educação midiática, conforme previsto no Plano Plurianual 2024-2027. Na próxima etapa do programa de cooperação, o Brasil receberá representantes da Dinamarca e Finlândia para um diálogo com equipes técnicas do governo brasileiro e apoio ao desenvolvimento da Estratégia Brasileira de Educação Midiática.

Participaram da reunião com o ministro Pimenta, além da embaixadora da UE, a embaixadora da Dinamarca no Brasil, Eva Pederson, e o chefe-adjunto da Embaixada da Finlândia no Brasil, Ahti Tapio Torronen.

Comentários do Facebook
Propaganda

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA