Saúde

Obras do Cora avançam e estão 50% concluídas

Publicado

em

Equipes técnicas atuam na implantação das redes elétrica, hidrossanitária, de ar-condicionado e no sistema de prevenção e combate a incêndios

A construção do Complexo Oncológico de Referência do Estado de Goiás (Cora) atingiu a marca de 50% da execução do projeto. Neste momento estão em implantação as obras de rede de esgoto, tubulações de água fria e quente, sistema de prevenção e combate a incêndios, piso e contrapiso. As equipes também trabalham na execução de paredes, dutos e sistema de ar-condicionado e nas instalações elétricas.

“Estamos em um momento em que concluímos as etapas fundamentais e avançamos para a conclusão no prazo estimado da obra. Seguimos rigorosas normas técnicas e padrões internacionais específicos para esse tipo de projeto”, informou o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), general Antônio Leite dos Santos Filho.

O avanço das obras mostra o alinhamento das equipes multidisciplinares em torno do objetivo de concluir o projeto no prazo estabelecido. Entre os serviços já executados estão a fundação dos prédios da ala infantil e de transplante de medula óssea (TMO), implantação das estruturas metálicas e a concretagem de pisos e lajes.

READ  Anvisa orienta laboratórios para detecção de nova variante de covid-19

“A eficiência na execução e a celeridade dos processos são resultados do engajamento das equipes que abraçaram o objetivo de promover mais infraestrutura em prol de mais saúde para os goianos”, disse Santos Filho.

Padrão internacional
Primeiro hospital público destinado exclusivamente para o tratamento do câncer em Goiás, o Cora é construído, desde a concepção do projeto, com tecnologia de ponta nos moldes do Hospital de Amor, de Barretos (SP). A intenção é atender aos padrões internacionais de medicina já aplicados na unidade paulista.

Todo o complexo terá mais de 44 mil metros quadrados de área construída. Serão 148 leitos; capacidade para atendimento ambulatorial oncológico adulto e infantil; serviços de diagnóstico; salas para infusão de medicamentos; centros de reabilitação e quimioterapia; serviços de apoio e pronto atendimento com funcionamento 24 horas; além de leitos de UTI.

Fotos: Goinfra / Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Propaganda

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA