Search
Close this search box.

Cidades

Nordeste Solidário: Goinfra conclui ações emergenciais em Água Fria e Flores de Goiás

Publicado

em

Governo de Goiás executa ações emergenciais para garantir segurança e trafegabilidade em Água Fria, Flores e Cavalcante

Moradores das regiões afetadas pelas chuvas são beneficiados pelo suporte à infraestrutura municipal disponibilizado pelo Governo de Goiás. Serviços em barragem e estradas vicinais objetivam dar segurança à população e restabelecer trafegabilidade. Serviço também será reforçado em Cavalcante

O Governo de Goiás concluiu, nesta sexta-feira (13/01), as obras para evitar o rompimento da barragem do Libório, próximo ao assentamento Terra Conquistada, em Água Fria de Goiás. Na região Nordeste do estado, os serviços emergenciais nas estradas municipais de Flores de Goiás também foram finalizados e, a partir da próxima segunda-feira (16/01), o trabalho nas vicinais de Cavalcante será reforçado. Conduzidas pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), as ações integram a Operação Nordeste Solidário, plano de contingência para o enfrentamento do período chuvoso.

Morador de Água Fria, o agricultor Leonardo Gomes disse que o suporte do Estado beneficia o escoamento da produção e o tráfego para Planaltina, Formosa, São João D’Aliança e Brasília, mas ressaltou que é, principalmente, um movimento de solidariedade pela preservação de vidas.

“Há muitas famílias que corriam risco no lado debaixo da barragem e a primeira coisa que a gente lembra é do que aconteceu em Brumadinho, em Minas Gerais. A natureza se refaz depois, já a vida não tem como. Segurança em primeiro lugar”, avalia.

READ  Caiado assina projeto que cria Política Estadual de Combustíveis de Goiás

Na cidade do Entorno do Distrito Federal, as equipes da Goinfra executaram limpeza do extravasor da barragem e contenção de erosão para evitar rompimento da estrutura, que pertence ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e que deve receber obras do governo federal após o período chuvoso. Também foram realizados serviços nas estradas municipais da região para restabelecer a trafegabilidade e a segurança aos usuários. 

O chacareiro Antônio Gomes da Mota lembrou que o deslocamento dos moradores está finalmente assegurado pela estrada vicinal que passa à margem da barragem. “Se acontecesse alguma coisa por aqui, nós ficaríamos ilhados, porque para cima é só serra. Por esse caminho trafegam caminhões de adubo, soja, gado e tomate. Que bom que o governo está prestando esse apoio, porque Água Fria é muito grande e as condições são poucas”, ressaltou.

Nordeste goiano
O lavrador Iris Arruda de Souza, de Flores de Goiás, destacou a atenção especial e toda a assistência social que o Governo de Goiás está dando às cidades mais afetadas pelos temporais na região Nordeste. “Quando está chovendo por aqui, ficamos ilhados e sofremos muito. Não temos como sair nem para comprar alimentos. Só tenho a agradecer por tudo o que estão fazendo por nós, porque estão nos enxergando.”

READ  Governo de Goiás alerta que vistoria em casa contra dengue deve ser semanal

Gilvan Simas de Barros, trabalhador rural no município, diz que, agora, vê um cenário melhor em período chuvoso. “Graças a Deus, estão arrumando as estradas e tornando as coisas melhores para a gente. Passei há pouco por um bueiro que acabaram de fazer e ficou muito bom”, comemorou. Em Flores de Goiás, a depender das condições climáticas, o trabalho deve continuar nas rodovias estaduais que estão recebendo obras de construção de pontes.

Em Cavalcante, a Goinfra já realiza ações emergenciais em dois trechos da GO-241. Na ligação com Minaçu, as equipes executam a recuperação de uma erosão; no trajeto para o povoado de Araí, a rodovia recebe patrolamento e cascalhamento. O trabalho nessa região será reforçado com a chegada de mais maquinários para promover serviços nas estradas vicinais afetadas pelas chuvas.

Foto: Goinfra / Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes – Governo de Goiás

Comentários do Facebook
Propaganda

CIDADES

PLANTÃO POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

MAIS LIDAS DA SEMANA