Nacional

  • Mudanças no cronograma de retirada da vacina contra...

    Mudanças no cronograma de retirada da vacina contra aftosa beneficiará comércio para estados das regiões Norte e Nordeste


    Foto: Delfino Miranda/Governo do Tocantins O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) promoveu neste mês de agosto, uma mudança importante no cronograma do plano estratégico de retirada da vacina contra febre para os blocos II e III, que passam agora a terem a mesma data do bloco IV para a retirada da vacinação em maio de 2021. Com isso, não haverá mais proibição do trânsito de animais entre os estados que estão nestes blocos. Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, a mudança... .saiba mais...

  • Julho foi o mês mais quente já registrado...

    “Uma das principais mensagens deste relatório é que já estamos vendo as consequências do aquecimento global através de condições meteorológicas extremas, aumento do nível do mar e diminuição do gelo...


    - “A temperatura média global em julho foi 0,95 graus Celsius acima da média do século XX de 15,8 graus Celsius, tornando-o o mês mais quente de julho no registro”, disse a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica em comunicado.O antigo recordista era o mês de julho de 2016, apenas 0,03 graus Celsius mais frio que julho de 2019. Médias globaisMês que inaugura o verão no hemisfério norte, este ano julho trouxe uma onda de calor pela Europa.Além disso, a Groelândia sofreu grandes derretimentos e a cobertura de gelo dos polos Ártico... .saiba mais...

  • DF ganha voos diretos para Peru, Paraguai e...

    Durante a cerimônia de lançamento dos novos destinos, na tarde desta quarta-feira (21), no Palácio do Buriti, o vice-governador do DF, Paco Britto, representando o governador Ibaneis Rocha, reconheceu o...


    Foto: Vinícius Melo / Agência Brasília A população do Distrito Federal ganha mais três opções de voos internacionais diretos. Além de Cancún (México), os moradores da capital terão rotas para Assunção (Paraguai), Lima (Peru) e Santiago (Chile). O objetivo do governo local, além de gerar emprego, é transformar o Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek  – em um grande ponto de ligação do Brasil com outros continentes. Durante a cerimônia de lançamento dos novos destinos, na tarde desta quarta-feira (21), no Palácio do Buriti, o vice-governador do DF, Paco Britto, representando... .saiba mais...

  • Projeto de lei aprovado no Senado busca o...

    Telmário Mota (Pros-RR) disse que a matéria pode interferir na cadeia produtiva agrícola e pode, até mesmo, chegar a proibir o abate de animais para alimentação. Ele apontou possíveis problemas...


    O Plenário do Senado aprovou na quarta-feira (7) o projeto de lei que cria o regime jurídico especial para os animais. Pelo texto (PLC 27/2018), os animais não poderão mais ser considerados objetos. Como foi modificada no Senado, a matéria retorna para a Câmara dos Deputados.De iniciativa do deputado Ricardo Izar (PP-SP), o projeto estabelece que os animais passam a ter natureza jurídica sui generis, como sujeitos de direitos despersonificados. Eles serão reconhecidos como seres sencientes, ou seja, dotados de natureza biológica e emocional e passíveis de sofrimento.O texto também... .saiba mais...

  • Demissão de chefe do Inpe é 'alarmante', diz...

    A demissão de Ricardo Galvão do comando do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) é "significativamente alarmante", pois "reflete como o atual governo brasileiro encara a ciência".


    Foto:Divulgação   A opinião é de Douglas Morton, diretor do Laboratório de Ciências Biosféricas no Centro de Voos Espaciais da Nasa, a agência especial americana, e professor-adjunto da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. "O Inpe sempre atuou de forma extremamente técnica e cuidadosa. A demissão de Ricardo Galvão é significativamente alarmante", diz Morton por telefone à BBC News Brasil. "Não acredito que o presidente Jair Bolsonaro duvide dos dados produzidos pelo Inpe, como diz. Na verdade, para ele, são inconvenientes. Os dados são inquestionáveis", acrescenta. Morton vem acompanhando de perto o Brasil nos últimos... .saiba mais...

  • MPT, em cooperação com a ONU, lança plataforma...

    A ferramenta permitirá consultas com diferentes configurações como, ser aplicados filtros de área geográfica, faixa etária e ramo de trabalho


    Rota Jurídica - O Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou nesta quinta-feira (25), em cooperação com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Observatório da Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. Pela plataforma, de formato digital, será possível acessar informações detalhadas sobre o assunto, como o total de crianças e adolescentes vítimas de acidentes de trabalho. O projeto foi concebido no âmbito da iniciativa SmartLab de Trabalho Decente, que opera por meio de um laboratório multidisciplinar de gestão do conhecimento, com foco na promoção do trabalho decente no Brasil.A ferramenta... .saiba mais...

  • Produtor de abacaxi é autuado por uso de...

    Após coleta em frutas da propriedade e análise em laboratório, foi confirmado a presença do pesticida Dimetoato


    Foto: Juliano Ribeiro/Governo do Tocantins A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) autuou em R$ 532,05 um produtor de abacaxi do município de Miracema por estar usando um produto agrotóxico proibido para a cultura do abacaxi. A descoberta foi feita após técnicos da Adapec acompanharem uma equipe de auditores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) até a propriedade para uma coleta de rotina e posterior envio do material para análise de resíduo de produtos em laboratório, onde foi constatada a presença do pesticida Dimetoato. O produtor também será autuado pelo... .saiba mais...

  • Faixas sem construção à margem de rodovias e...

    Segundo o senador Eduardo Braga (MDB-AM), não há bom senso nessa vedação, especialmente no caso de estados em que muitas cidades são ribeirinhas, como no Amazonas.


    Foto: Divulgação O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (10) o projeto de lei que autoriza permissão municipal para construção de edificações a menos de 15 metros de rodovias e ferrovias. O PL 693/2019 já havia sido aprovado na Comissão de Meio Ambiente (CMA) e agora segue para a Câmara dos Deputados.A proposta, do senador Jorginho Mello (PL-SC), modifica a Lei 6.766, de 1979, que regula o parcelamento do solo urbano. Atualmente, a distância mínima para as construções é de 15 metros. De acordo com o texto aprovado, os municípios poderão... .saiba mais...

or
or