Internacional

  • Home
  • Internacional
  • França, Alemanha e Reino Unido pressionam Irã a...

    Países ressaltam que não pretendem se associar a campanha de Trump


    As três potências europeias que assinaram em 2015 o acordo sobre o programa nuclear do Irã anunciaram esta terça-feira (14) que vão acionar um mecanismo para a resolução de conflitos previsto no tratado dos países para casos de não cumprimento de obrigações por uma das partes. Este passo poderá desencadear na aplicação de sanções multilaterais que tinham sido levantadas, mas França, Alemanha e Reino Unido esclarecem que não pretendem se associar, com esta medida, à campanha de “pressão máxima” levada a cabo pelos Estados Unidos. No anúncio de hoje, os três países... .saiba mais...

  • Teerã nega ter tentado encobrir responsabilidade por queda...

    Forças iraquianas reconheceram no sábado (11) culpa pela tragédia


    O governo iraniano negou hoje (13) ter tentado encobrir a responsabilidade das autoridades do país no acidente com o avião ucraniano atingido "por erro" em 8 de janeiro, perto de Teerã. "Nesses dias de tristeza, críticas foram dirigidas aos responsáveis e às autoridades do país. Alguns responsáveis foram até acusados de mentir e tentar encobrir o assunto, quando realmente, honestamente, não foi o caso", disse o porta-voz do governo iraniano, Ali Rabii, aos jornalistas. "A verdade é que não mentimos. Mentir é disfarçar a verdade, intencional e conscientemente. Mentir é sufocar informações.... .saiba mais...

  • Número de mortos em incêndios na Austrália sobe...

    Governo anunciou apoio financeiro direto a 42 áreas


    O número de mortos nos incêndios da Austrália aumentou para 27, e 2.131 casas foram destruídas. O primeiro-ministro, Scott Morrison, disse que o balanço pode piorar com novas avaliações nas áreas mais afetadas. "Temos a confirmação de 27 mortes e de 2.131 casas destruídas, mas estimamos que com mais avaliações dos danos, especialmente no estado de Victoria, esses números continuarão a aumentar", afirmou Morrison aos jornalistas. "Estamos muito longe do fim desta crise e deste desastre", disse o governante, que anunciou apoio financeiro direto a 42 áreas. O balanço anterior indicava 25 mortos. O... .saiba mais...

  • Presidente do Conselho Europeu pede que Teerã evite...

    E diz que a UE está pronta a ampliar esforços para reduzir conflitos


    O presidente do Conselho Europeu, Carlos Michel, pediu hoje (9), em conversa telefônica, ao presidente iraniano, Hassan Rohani, que Teerã evite atos irreversíveis na sequência do aumento de tensão com os Estados Unidos (EUA). Segundo comunicado, Michel transmitiu também condolências ao chefe de Estado iraniano pelas vítimas do acidente aéreo dessa quarta-feira (8), quando um Boeing 737 ucraniano caiu, pouco depois de levantar voo, nos arredores de Teerã, provocando a morte de 82 iranianos, entre as 176 vítimas. Sobre as tensões no Oriente Médio, o presidente do Conselho Europeu reiterou que a... .saiba mais...

  • Trump defende que Irã abra mão de armas...

    Pronunciamento veio um dia após ataque do Irã a bases dos EUA


    No primeiro pronunciamento após ataque dos Estados Unidos que resultou no assassinato do general iraniano Qassem Soleimani e que levantou o risco de um conflito internacional, o presidente americano, Donald Trump, defendeu que o país árabe abra mão de seu arsenal nuclear. A expectativa pelo discurso de Trump era grande, uma vez que ocorreu um dia após o Irã bombardear duas bases dos EUA no Iraque, em sua primeira retaliação ao assassinato do general Soleimani. O Irã classificou o ataque americano de ato terrorista de Estado. O Iraque foi em sentido semelhante, condenando a ação. Trump... .saiba mais...

  • Aumentam reações internacionais ao clima de tensão entre...

    Na Europa pede-se moderação e algumas nações retiraram tropas


    São cada vez maiores as reações internacionais ao lançamento de mísseis iranianos contra duas bases aéreas que abrigam tropas norte-americanas no Iraque. Na Europa pede-se moderação e algumas nações decidiram retirar parte das tropas que tinham destacadas nesse país do Médio Oriente. A China pede a resolução do conflito pelo diálogo e, no Iraque, os líderes curdos pedem para não serem envolvidos nas rivalidades. O Reino Unido apressou-se a condenar o ataque iraniano e classificou-o de “imprudente e perigoso”. “Condenamos o ataque às bases militares iraquianas que abrigam as forças da... .saiba mais...

  • Em nota, Irã reitera que ataque foi retaliação...

    O Irã também deu a entender que Israel, apoiado pelos EUA, poderia se tornar alvo de um ataque militar.


    Em nota divulgada nesta quarta-feira (8), por meio da TV estatal, a Guarda Revolucionária Islâmica do Irã informa que a Força Aérea do país bombardeou a Base Aérea de al-Asad com vários mísseis, em retaliação ao assassinato do herói Qassem Soleimani". O nome da operação foi "Mártir Soleimani". "Nós alertamos os arrogantes EUA [Estados Unidos] de que quaisquer novas provocações levarão a retaliações mais graves e destrutivas", acrescenta o comunicado. O Irã também deu a entender que Israel, apoiado pelos EUA, poderia se tornar alvo de um ataque militar. "Nós não distinguimos... .saiba mais...

  • Unesco adverte EUA para não ameaçar patrimônio cultural...

    Ameaças foram feitas pelo presidente Donald Trump


    A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reagiu com veemência às ameaças de atacar tesouros culturais do Irã, feitas pelo presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump. No sábado (4), Trump disse no Twitter que os EUA fizeram uma lista de 52 locais que poderão ser alvo, caso o Irã tente retaliar o assassinato de um de seus generais de alto escalão. Ele acrescentou que alguns desses alvos são de "muito alto nível e importantes para o Irã e a cultura iraniana." Audrey Azoulay, diretora-geral... .saiba mais...

Educação

Aluno nota mil na redação do Enem...

Educação

Enem 2019 foi o “melhor de todos...

or
or