Saúde

  • Nasce a Rede Ahpaceg: um dos maiores grupos...

    Com uma atuação fortemente consolidada na representatividade do setor hospitalar goiano de alta resolutividade e complexidade, a Associação dos Hospitais Privados de Alta Complexidade do Estado de Goiás (Ahpaceg) ampliou...


    Agora, com 32 membros, a Ahpaceg encerra o processo de ingresso de novos filiados em 2019 e se firma como uma das maiores redes de assistência médico-hospitalar do Centro-Oeste. A Rede Ahpaceg é integrada por hospitais e instituições de saúde líderes em seus segmentos, de alta resolutividade e com um trabalho focado na segurança do paciente e excelência da assistência à saúde em Goiás. As unidades de saúde que integram a Rede Ahpaceg já são referências em suas áreas de atuação e, em breve, vão oferecer novos serviços que beneficiarão a... .saiba mais...

  • Segurança do paciente ainda é um problema mundial

    Hospital do Coração Anis Rassi promove semana para estimular e reforçar as práticas de segurança


    A segurança do paciente ainda é um grande problema em todo o mundo. A saúde tem um histórico de segurança pior que áreas de grande risco, como aviação e indústrias nucleares, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Em atendimentos médicos, um a cada 300 pacientes pode ser prejudicado, enquanto em uma aeronave a média é de um em 1 milhão. A OMS estima que a cada cem pacientes hospitalizados em países desenvolvidos, sete sofrerão alguma infecção associada ao cuidado de saúde. Nos subdesenvolvidos esse número sobe para 10.... .saiba mais...

  • Saúde promove 3º Seminário Goiano de Ouvidorias

    Evento é promovido pela Rede Goiana de Ouvidorias, com a participação da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), por meio da Ouvidoria do SUS


    A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) promove o 3° Seminário Goiano de Ouvidorias, em parceria com a Rede Goiana de Ouvidorias, no dia 25 de setembro, das 8h30 às 17h, no auditório do Tribunal de Contas do Estado de Goiás. O evento terá a participação de renomados palestrantes nacionais que promoverão debates ligados à área e que contribuirão para a ampliação do conhecimento das atividades de ouvidoria. De acordo com a Ouvidora Setorial do SUS da SES-GO, Erenice Santos, o seminário tem por objetivo compartilhar experiências e fomentar... .saiba mais...

  • Saúde atualiza equipes e adota condutas de segurança...

    O dia 17 de setembro é celebrado em todo o mundo como o Dia Internacional de Segurança do Paciente. A data, instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS), visa promover...


    Foto: Divulgação    Em 2019, a campanha enfatiza a importância da segurança do paciente, com o tema “Segurança do paciente: uma prioridade de saúde global”, e tem como objetivo mobilizar pacientes, profissionais de saúde, formuladores de políticas, pesquisadores, redes de profissionais e o setor de saúde para defender a segurança do paciente, com o slogan “Vamos lutar pela segurança do paciente”. A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), adota medidas, padroniza procedimentos e capacita profissionais com o propósito de garantir as condições ideais... .saiba mais...

  • Goiânia é a 2ª capital do CO com...

    Saber interpretar as informações nas embalagens dos produtos é essencial para evitar acidentes; entenda o que significa cada elemento na caixa do medicamento


    Todos os dias, Goiânia registra ao menos quatro casos de intoxicação por uso incorreto de medicamentos. É o que revela a média anual das informações sintetizadas no Sinitox (Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas). Os dados mais recentes, que são de 2013, mostram que naquele ano a capital contabilizou 1.629 casos do tipo. No Centro-Oeste, só Brasília (1.914 ocorrências) supera Goiânia em número de intoxicações por medicamentos. O Ministério da Saúde diz que, considerando os medicamentos do tipo benzodiazepínicos, antigripais, antidepressivos e anti-inflamatórios (que mais causam intoxicações no Brasil), 40% das pessoas... .saiba mais...

  • Especialista fala sobre cuidados para gravidez tardia

    A faixa entre os 30 e 35 anos é considerada a mais favorável para se ter uma gestação sem ajuda médica. Essa e outras dicas foram dadas gratuitamente para o...


    Público assiste a palestra do especialista Eduardo de Castro no Órion ComplexThomaz de Carvalho   Mulheres que optam pela maternidade tardia devem considerar a faixa entre os 30 e 35 anos como a ‘janela de gravidez’ mais favorável para se ter uma gestação. Após esse período, a candidata a mamãe começa a ter mais dificuldades para engravidar devido ao desgaste natural dos óvulos que, à medida que envelhecem, reduzem sua capacidade reprodutiva. A orientação é do médico especialista em reprodução humana Eduardo de Castro, que participou recentemente de uma mesa redonda com... .saiba mais...

  • AHEG promove encontro sobre governança e hotelaria hospitalar

    Palestras, cases de sucesso e debate marcam evento, que acontece no próximo dia 25


    No dia 25 de setembro, a Associação dos Hospitais do Estado de Goiás (AHEG) será palco para um debate sobre governança e hotelaria hospitalar, duas áreas que precisam trabalhar juntas para integrar pessoas e promover o envolvimento com a melhoria e o cuidado do paciente. A atividade, que leva o nome de Encontro dos Gestores Hospitalares de Goiás, acontecerá das 9 às 11 horas, no auditório da entidade. A programação contará com palestras, apresentações de cases e debate, que serão conduzidos por quatro profissionais qualificados no tema. Podem se inscrever executivos, investidores,... .saiba mais...

  • HDT realiza dinâmica sobre prevenção ao suicídio com...

    Em celebração ao Setembro Amarelo, a equipe de Terapia Ocupacional em parceria com a Psicologia e Fonoaudiologia do Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), gerida pelo...


    Com mensagens nos balões e lacinhos na cor amarelo, a equipe realizou uma dinâmica para debater mitos e verdades sobre o tema. Para o Manuel (nome fictício utilizado para proteger a identidade do paciente, o suicídio é um problema social sem distinção e que necessita de um olhar atencioso e sem julgamento. “Pessoas com problemas sentimentais, com problemas financeiros, dependentes químicos, pessoas com depressão e ansiedade, precisam ser levadas a sério. Temos que nos importar com o próximo, e procurar ter um envolvimento emocional para estender a mão para quem... .saiba mais...

or
or