"O quadro de déficit primário não vai ser resolvido em um ano.”, diz Felipe Salto
or